5 passos para ter sua própria horta orgânica em casa

5 passos para ter sua própria horta orgânica em casa

Comer alimentos orgânicos não é um privilégio apenas de quem mora no interior ou de quem tem uma casa com muito espaço. É possível adaptar uma horta orgânica em locais pequenos como sacadas de apartamentos, cozinha, área de serviço e até janelas.

O cultivo orgânico envolve o uso responsável dos recursos naturais como o solo, ar, água e outros recursos, que impactam diretamente a saúde, pois não usam alguns métodos prejudiciais como agrotóxicos, adubos químicos e outros métodos.

Os benefícios de cultivar uma horta orgânica em casa são vários e vão desde ofertar mais saúde, já que os alimentos orgânicos são livres de produtos químicos e mais nutritivos, à mais economia.

Siga a seguir 5 passos para ter sua própria horta orgânica em casa.

Passo 1: Escolha o local

Primeiro decida se a sua horta será em um canteiro ou em vasos. Se for em canteiro, o solo deve ser plano para facilitar o escoamento da água e deve ser arenoso-argiloso (aerado) para o melhor desenvolvimento das raízes.

Se for em vasos, você pode comprar vasos próprios para essa finalidade ou fazer em casa mesmo. Lembre-se de fazer furos embaixo dos recipientes que utilizará para o escoamento da água.

O local onde será a sua horta deve ter incidência de luz natural para as espécies se desenvolverem e realizarem a fotossíntese.

Passo 2: Escolha o adubo

O adubo é utilizado quando o solo é pobre em nutrientes. Você pode comprar o adubo ou preparar em casa. Pode ser feito com esterco animal, restos de alimentos vegetais triturados, leguminosas ou com o húmus resultante da compostagem.

Passo 3: Escolha o que será plantado

Escolha os vegetais que você vai plantar e de que forma, ou seja, se será sementes, mudas de estacas, rebentos, bulbos, tubérculos e estolões. A escolha das variedades vai depender do espaço que você tem para plantar e do seu modo de crescimento. Para o plantio em ambientes pequenos como os vasos, o ideal é plantar ervas e temperos. Para espaços maiores, você tem outras opções como as hortaliças folhosas, as hortaliças de frutos e as hortaliças tuberosas (raízes, tubérculos e rizomas).

Além disso, escolha espécies que se desenvolvem melhor na sua região e que sejam orgânicas.

Passo 4: Plante

O passo seguinte é fazer a plantação em si e cuidar dela. Não faça a plantação com muito espaço entre uma planta e outra para evitar o surgimento de ervas daninhas ou cubra os espaços com folhas secas. Caso apareçam, arranque manualmente pela raiz.

Para combater as pragas, utilize somente pesticidas caseiros, atraentes e repelentes biológicos, plantio consorciado ou biopesticidas.

Os melhores horários para regar a horta são os menos quentes do dia para que plantas absorvam melhor a água. Regue as raízes e não as folhas com bastante água uma ou duas vezes por semana. Nos outros dias, regue com menos água.

Algumas ferramentas que você pode precisar são: carrinho de mão, ferramentas de jardinagem, pás, rastelo, pulverizador, mangueira de borracha, entre outras.

Passo 5: Faça a colheita

O último passo é fazer a colheita. Cada espécie tem seu tempo adequado de colheita. Por isso, informe-se dependendo da espécie que você plantou.

Faça a colheita em horários menos quentes do dia, para evitar que a planta perca muita água.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Posso ajudar?